África

Timeline created by Nícolas Boldo
In History
  • Sudão

    Sudão
    A Primeira Guerra Civil Sudanesa ocorreu entre os anos de 1955 e 1972. Conflito travado entre o governo do Sudão e rebeldes do sul, com o objetivo de tornar independente a região sul do Sudão.
    Isso ocasionou o Tratado de Adis Abeba, que consolidou a independência e a autonomia da região sul do Sudão, criando o Sudão do Sul.
  • Mali

    Mali
    O governo discrimina grupos minoritários, que alegam ser marginalizados, sendo um dos fatores que gera as crises. As revoltas desses grupos aconteceram nos anos de 1962, 2000, 2006 e 2012. No território de Mali, já existe uma missão de paz da ONU. Vários grupos armados encontram-se no país e realizam diversos ataques, gerando crises humanitárias.
  • Burundi

    Burundi
    Os hutus rebelaram-se contra o poder que estava nas mãos dos tutsis, sofrendo grande repressão que deixou cerca de 200 mil hutus mortos. Em 1993 ainda houve mais conflitos, porém, em 2006, houve um acordo de paz para cessar fogo, mesmo a situação de Burundi ainda é conflituosa. Atualmente mais de 50 mil pessoas tentam fugir de Burundi devido a grande violência.
  • Ruanda

    Ruanda
    Entre 1990 e 1994 houve a Guerra Civil de Ruanda devido a grande rivalidade dos grupos étnicos tutsis e hutus (cerca de 85% da população de Ruanda). O principal desdobramento foi em 1994, onde mataram o presidente e mais 800 mil pessoas, conhecido como Genocídio de Ruanda.
  • República Democrática do Congo

    República Democrática do Congo
    Parte dos seus conflitos são provenientes do Genocídio de Ruanda, onde após o massacre, os hutus migraram para esse país. Os tutsis, que voltaram ao poder por meio de Laurent Kabila, acreditavam que era necessário rebelarem-se contra os hutus, envolvendo todos os países constituídos por essa etnia.
  • Nigéria

    Nigéria
    Ataque a Plateau (região central da Nigéria) onde há predominância cristã, entretanto muitos muçulmanos migram para lá, fazendo com que haja disputa e contestação dos recursos naturais e também da terra. Houve 500 mortos e 200 feridos.